Saúde
Publicada em 09/02/24 às 10:22h - 11 visualizações
Brasil pode ter recorde de casos de dengue em 2024, diz Ministério da Saúde
Vacinação começou nesta sexta (9) pelas crianças de 10 a 11 anos e irá avançar a faixa etária conforme novos lotes forem entregues pelo fabricante

CNN BRASIL

 (Foto: Reprodução)
O Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira (9) uma projeção de que o Brasil pode chegar a 4,2 milhões de casos de dengue em 2024. A secretária de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Ethel Maciel, afirmou que a pasta se prepara para o pior cenário, que marcaria um recorde de casos da doença no país, mas que o trabalho vem sendo feito para evitar que essa situação aconteça.

A estimativa do Ministério da Saúde é que a gente chegue a 4,2 milhões de casos [em 2024]. Nós nunca chegamos a esse número, por isso a preocupação. Nós também tememos pela pressão que isso pode acontecer no serviço de saúde. Por isso nós estamos nos preparando desde o ano passado”, afirmou a secretária.

A distribuição das doses da vacina Qdenga, da farmacêutica japonesa Takeda, para uma primeira parte dos 521 municípios selecionados pela campanha de imunização contra a doença no Sistema Único de Saúde (SUS) começou na quinta-feira (8), e a vacinação nesta sexta.

O lote inicial de vacinas, com 712 mil doses, será enviado aos seguintes estados, contemplando 315 municípios: DF, GO, BA, AC, PB, RN, MS, AM, SP e MA.

O Distrito Federal e o estado de Goiás já receberam as primeiras remessas e iniciaram a vacinação.

A expectativa do Ministério da Saúde é que 1,5 milhão de crianças entre 10 e 11 anos estejam elegíveis para receber a vacina contra a dengue e que a vacinação nesta faixa etária nos municípios selecionados seja concluída até a primeira quinzena de março.

Público-alvo da vacinação

O Ministério da Saúde iniciará a imunização pelas crianças de 10 a 11 anos e irá avançar a faixa etária progressivamente, assim que novos lotes forem entregues pelo laboratório fabricante.

O público-alvo da vacinação, o grupo de 10 a 14 anos, foi acordado entre os conselhos representantes dos secretários de saúde estaduais e municipais, seguindo a recomendação da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI) e da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Momento de precaução

O Ministério da Saúde reforça, novamente, que este é o momento de intensificar a prevenção, o cuidado e agir conjuntamente com governadores, prefeitos e toda sociedade para a eliminação dos focos do mosquito transmissor da dengue.

As ações coletivas e os cuidados individuais como a limpeza das vasilhas de água dos animais e vasos de plantas evitando o acúmulo de água, o armazenamento de pneus e garrafas em locais cobertos, limpeza das caixas d’água são as melhores de forma de prevenção. Cerca de 75% dos focos do mosquito estão dentro de casa.

A recomendação do Ministério da Saúde é para que as pessoas procurem um serviço de saúde logo nos primeiros sintomas, como febre alta, dor de cabeça, atrás dos olhos e nas articulações.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


(88) 9.8176-9738

Hora Certa




Nenhuma programação cadastrada
para esse horário




Bate Papo

Digite seu NOME:


Anunciantes








Promoçoes

Nenhum registro encontrado.



Classificados


Converse conosco pelo Whatsapp!
Quer vender? Anuncie Aqui! Contate-nos (88) 99319-4053
Copyright (c) 2024 - TV Web Camocim - Todos os direitos reservados