Policiais
Publicada em 21/03/24 às 10:16h - 19 visualizações
Operação da Polícia Federal no Ceará apura esquema de fraudes no INSS
As penas para os crimes investigados pela Polícia Federal podem somar 30 anos de prisão para os suspeitos

GCMAIS

 (Foto: reprodução )
A Polícia Federal (PF) cumpre nesta quinta-feira (21) cinco mandados de busca e apreensão contra uma suposta organização criminosa que estaria concedendo indevidamente benefícios previdenciários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A Operação GET FRAUD foi deflagrada durante a manhã, pela Polícia Federal no Ceará.

Conforme investigado, um servidor do INSS estaria concedendo benefícios que superam a faixa de R$ 3 milhões por ano, representando um prejuízo total de mais de R$ 15 milhões aos cofres públicos. Há ainda a perspectiva de prejuízos futuros, com a ação criminosa, com base na expectativa de vida dos segurados, podendo ultrapassar os R$ 56 milhões a longo prazo.

Conforme a PF, a conduta dos investigados pode configurar o cometimento dos crimes de organização criminosa, estelionato previdenciário, inserção de dados falsos no sistema informativo do INSS, entre outros, com penas que podem chegar a 30 anos de prisão.

As principais irregularidades constatadas são: a concessão de benefícios sem agendamento ou sem registro no sistema gerenciador de tarefas do INSS (GET); inclusão ou transferências de tarefas de forma indevida no sistema GET; concessão de benefícios previdenciários já anteriormente negados, sem qualquer razão que justificasse, e com violação da norma que determina a redistribuição de recurso a pedido negado para o próprio servidor que o indeferiu; concessão de benefícios sem requerimento ou agendamento pelos canais de atendimento ou com violação das normas da Previdência Social; antecipação de atendimentos ou concessão de pedidos sem a presença do segurado; inserção de informações falsas nos sistemas informatizados do INSS e homologação de informações extemporâneas no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

As ações são tocadas em conjunto com o Núcleo Regional de Inteligência Previdenciária (Nuinp-CE), da Coordenação de Inteligência Previdenciária (Coinp) e do Ministério da Previdência Social (MPS). A partir dos mandados cumpridos nesta quinta, as investigações continuam com a análise do material apreendido, de modo a delimitar a atuação dos demais integrantes da organização criminosa.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


(88) 9.8176-9738

Hora Certa




Nenhuma programação cadastrada
para esse horário




Bate Papo

Digite seu NOME:


Anunciantes








Promoçoes

Nenhum registro encontrado.



Classificados




Converse conosco pelo Whatsapp!
Quer vender? Anuncie Aqui! Contate-nos (88) 99319-4053
Copyright (c) 2024 - TV Web Camocim - Todos os direitos reservados