Atualização
Publicada em 11/06/24 às 10:06h - 8 visualizações
Criminosos que mataram policial em Fortaleza usavam tornozeleira e respondiam por homicídio e tráfico
Um dos suspeitos morreu em confronto com policiais e outro foi preso. Outros dois suspeitos já foram identificados e estão sendo procurados.

G1CE

 (Foto: Reproduçao )
Os criminosos que mataram o sargento da Polícia Militar Flávio Nascimento Rodrigues, baleado durante uma tentativa de assalto em Fortaleza na noite desta segunda-feira (10), já tinham passagem na polícia por crimes como furto, tráfico e homicídio. Um deles foi preso e outro morreu em confronto com policiais.

A polícia agora procura Davi Sampaio Soares, de 20 anos, e Anderson Ismael Andrade Soares, de 19 anos. Anderson Ismael foi apreendido quando era adolescente por atos infracionais similares aos crimes de tráfico de drogas e a homicídio e é suspeito de guardar a arma usada no crime contra o militar. Um carro e uma arma de fogo foram apreendidos.

Câmeras de segurança registraram o momento que o agente tentou fugir de marcha à ré após ser atingido pelos criminosos na Rua Raimundo Pinheiro Bastos, no Bairro Olavo Oliveira. Flávio foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

O 1º sargento Flávio Rodrigues estava de folga, trafegando na via em um carro prata, quando foi abordado pelos criminosos que estavam em um veículo de cor preta. Ao reagir, o militar foi baleado pelos assaltantes.

Mesmo ferido, ele tentou fugir de marcha a ré, porém parou momento depois próximo a uma calçada. Os suspeitos fugiram.

O sargento atuava no Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas.

"A SSPDS e seus órgãos vinculados, em especial a Polícia Militar, lamentam profundamente a morte do 1º sargento Flávio Rodrigues e solidarizam-se com a família e os amigos do policial, ao passo que frisam que todos os meios disponíveis estão sendo empregados para prender todos os envolvidos no crime", disse a pasta.

A Associação de Praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar do Ceará também lamentou a morte do policial, que foi o 11º agente assassinado no Ceará este ano.

"Nesse momento de profunda tristeza e revolta, a Aspramece se solidariza com familiares e amigos enlutados, compartilhando com eles o luto", disse a Associação.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


(88) 9.8176-9738

Hora Certa




Nenhuma programação cadastrada
para esse horário




Bate Papo

Digite seu NOME:


Anunciantes








Promoçoes

Nenhum registro encontrado.



Classificados




Converse conosco pelo Whatsapp!
Quer vender? Anuncie Aqui! Contate-nos (88) 99319-4053
Copyright (c) 2024 - TV Web Camocim - Todos os direitos reservados